setembro 2013 - Rafael Requena

A importância da identidade visual

Posted by | Identidade Visual | No Comments

identidade-visual-blog-DESIGN E CHIMARRAO

Muitos empresários, empreendedores quando contratam o designer para criação de sua marca, na maioria das vezes não sabem que o manual de identidade visual é um documento que o mesmo usará como objeto principal em trabalhos gráficos impressos ou digitais da Empresa. O manual de identidade visual da marca consiste em todo o conceito da nova marca estabelecida no briefing com o designer, havendo assim, todas as informações da Empresa em referência da estética visual. Todo o trabalho de pesquisas históricas, de campo, alternativas, dinâmicas, culturais, de criação, finalização, testes, enfim, são todos os procedimentos que o designer usou para elaboração da marca e a aplicação futura da mesma.design-identidade-visual-blog-DESIGN E CHIMARRAONormalmente o manual apresenta a tipografia escolhida para representar a empresa, se a mesma tem todos os caracteres, acentuações, as referências do designer que a criou. Também podemos ver a importância das cores, toda a psicodinâmica que as envolvem, se as cores influenciam realmente o consumidor para com o seu produto, seus tons e aplicações em fundos coloridos e monocromáticos.A papelaria também consiste no pacote de identidade visual, afinal, com a marca já estabelecida, suas cores, seus tipos, suas formas, seus valores não podem ser substituídos e é por isso que na papelaria o designer transmite a marca já no arquivo, pronto para impressão. Geralmente a papelaria é constituída de cartão de visita, envelope carta, envelope ofício, papel timbrado, pasta, uniforme, lápis, caneta, adesivos, encartes, rótulos de cd/dvd, entre muitas outras opções de brindes promocionais desenvolvidas pelo designer.identidade-visual-referencia-blog-DESIGN E CHIMARRAOParece até “leigo” o empresário fazer uso de tal documento, mas é por este motivo que o designer prepara toda a identidade visual, os arquivos estando prontos, facilita para o empreendedor na hora de apresentações multimídias e muitas vezes impressões de materiais em gráficas e estúdios. A identidade visual consiste em todo o aconchego e organização que a mesma pode oferecer para a empresa e também, para seus clientes, afinal, quem não gosta de chegar em uma loja onde está tudo limpo, com um visual diferente, com um bom material de apresentação mostrando todos os produtos de forma organizacional e visual?
Branding Terror

Branding Terror: Um livro sobre logos de organizações terroristas

Posted by | Design, Identidade Visual, Livro | No Comments

Organizações Terroristas se espalham frequentemente por vários países, fazendo delas “corporações” multinacionais. Sabendo disso e da forma que eles organizam sua comunicação, não de se surpreender o quão profissional o desenvolvimento de marca pode ser.

Branding Terror é o primeiro teste compreensivo da identidade visual das organizações terroristas, desde al-Qaeda e a popular Frente de Liberação da Palestina até os Tigres de Tamil. Cada um dos 60 artigos incluídos contém descrições concisas sobre os grupos e suas ideologias, lideranças, e modus operandi, também uma pequena timeline de eventos. Analisando cada branding em perfeitos detalhes.

21-Babbar_Khalsa_International

44-Hezbollah

456spread4

456spread3

456spread2

 

Se gostou, compartilhe!

Samsung lança impressora de papelão

Posted by | Design, Design de Produto | No Comments

A marca sul-coreana Samsung lançou uma impressora que usa papelão em vez de plástico no lugar da carcaça. Chamada de origami, o papelão composto em sua carcaça recebe um tratamento especial, garantindo mais resistência ao produto, inclusive contra incêndio, segundo a Samsung.

A impressora é apenas um modelo-conceito, sem previsão de ser lançada no mercado, criado apenas para concorrer no International Design Excellence Awards, que foi mostrado também um modelo de plástico dobrável. Veja como funciona essa curiosa impressora:

Abaixo, algumas fotos da impressora de papelão dobrável:



Modelo com plástico dobrável também foi apresentado no International Design Excellence Awards:

hitler

Comercial da Mercedes mata Hitler

Posted by | Comerciais | No Comments
Um comercial não-autorizado da Mercedes circulou internet na terça-feira e chamou a atenção de milhares de pessoas. No vídeo, o líder do movimento Nazista na Alemanha nos anos 40, Adolf Hitler, é atropelado e morto ainda quando criança. Um tanto quanto irônico, já que a Mercedes era a marca patrocinadora dos carros oficiais nazistas.

O comercial foi inteiramente produzido por estudantes da Academia de Cinema de Ludwigsburg para trabalho de conclusão de curso, mas a marca só o deixou ir ao ar se estivesse muito claro que a peça não tem relação direta nenhuma com a Mercedes. A responsabilidade é então de Tobias Haase, Lydia Lohse, Jan Mettler e Gun Aydemir.

hitler kind

A história se passa em um cinzento e pequeno vilarejo na Áustria, no ano de 1890. Cenas de fazendeiros, donas de casa e crianças brincando na rua tomam conta da tela, até um moderníssimo carro da Mercedes passar pela vila. Quando o carro se aproxima das crianças, ele para automaticamente, comandado por sua tecnologia de prevenção de colisões (já disponível em diversos modelos no mercado e aqui representada através do Classe C). Em outras palavras: essa tecnologia prevê problemas e possíveis acidentes e reage por si só.

Um garotinho moreno (e feliz) aparece brincando, quando o carro se aproxima e não reduz a velocidade, atropelando e matando-o. A mãe assiste a cena  e corre atrás do filho após gritar “Oh, Adolf!”, dando a entender que o garoto morto seria Hitler. O carro foge da vila e uma placa com nome de “Braunau am Inn”, cidade de nascença de Hitler, toma conta da visão do telespectador, seguida de uma frase perturbadora: “Mercedes Benz – sistema de freio automático – detectando perigos antes que eles aconteçam”.

Quando perguntada sobre o comercial, a marca de carros disse somente que achou o “conteúdo inapropriado”. Já Tobias, diretor do filme, disse que “a Mercedes vende seus carros com tecnologias inteligentes que previnem acidentes – nós queríamos propôr a ideia do que aconteceria caso a tecnologia tivesse alma”. Um blogueiro da matéria do jornal alemão Der Spiegel comentou que  ”a Mercedes deveria agradecer pela publicidade gratuita, ao invés de reclamar do conteúdo”.

Confira aí:

 

Tom de voz da marca

O que é tom de voz e por que a sua empresa deveria pensar nisso?

Posted by | Comunicação | No Comments

Você “aparece” devidamente?

Marcas, assim como indivíduos, têm personalidade. Isso faz parte da estratégia de branding e precisa de um arquétipo de comportamento para que a marca possa “conversar” com o seu público alvo. Porém, para conversar você precisa ter voz ativa.

A voz nada mais é do que a expressão verbal (textual ou audiovisual) do que a sua marca representa, ou seja, a concretização da missão, visão e dos valores da organização. Pode-se desenvolver a voz de uma série de produtos que tenham posicionamentos diferentes, contudo, todas elas devem estar alinhadas com o eixo principal da empresa.

O grande desafio de estabelecer a voz ativa da marca é conhecer diferentes nuances do consumidor. Trata-se do desafio de encontrar uma persona de marca compatível com a persona de consumidor. É quase como adaptar-se a um novo relacionamento.

Voz e essência de mensagem

Quando falamos em essência de mensagem falamos sobre aquele fio condutor que conecta toda a comunicação da marca. É claro que cada meio tem suas características próprias, mas a essência deve se manter em todas as peças, conversas, atendimentos e assim por diante.

Todos os pontos em que o consumidor possa ter contato com a sua marca merecem atenção triplicada na hora de construir qualquer forma de comunicação. É imprescindível que todos os pontos de contato com quem compra e consome seus produtos estejam alinhados com a essência da marca.

Um excelente exemplo de boa colocação da voz são as vaquinhas super descoladas do Toddy. Aqui vale fazer um adendo: é muito frequente o uso de personagens para dar voz às marcas. As brincadeiras, gírias e a linguagem visual vibrante da campanha das vacas que “cowzam” conseguem fazer com que a ideia de energia e atividade constante chegue ao consumidor final.

Outro exemplo interessante, porém apenas digital, é a brilhante campanha da Head & Shoulders com o técnico Joel Santana. A própria marca satiriza a possível dificuldade de pronunciar o nome do shampoo e nada é melhor do que o “léfti, mídiu e raite” do Joel para isso.

Tom de voz

O tom é a maneira com que a voz é dirigida ao público. Isso fica muito claro quando colocamos alguns elementos chave como o humor, a informalidade, o sarcasmo e outros definem bem este elemento.

Para chegarmos ao tom de voz, é importante que o trabalho de construção de persona de marca seja muito bem feito. Saber como falar com quem está do outro lado é uma das missões mais complicadas na gestão de marcas e é um dos pontos em que muitas marcas falham.

Depois de todos esses argumentos, é hora da sua marca começar a pensar nisso, não é?

O comercial do ano

Posted by | Animação, Comerciais | 2 Comments

Se te disser que campanhas sobre segurança em trens ganhariam um recorde de 5 Grand Prix do Festival de Cannes, você provavelmente se surpreenderia.

Mas, uma vez que você assistir pequeninas formas coloridas de maneiras mais estranhas, você cantaria sozinho a música pegajosa e estaria disposto a providenciar o 6º Grand Prix consecutivo.

O que provavelmente pode ter adicionado mais peso na decisão do júri é o fato de que se transmite a mensagem de uma forma bem amigável e original, assim, contextualizando bem a mensagem juntamente com a aparência amigável em que os personagens atuam.